"Existem espíritos livres que não se prendem a amor algum

Como pássaros que voam para longe quando o lugar não agrada mais

Almas inconstantes que mudam de idéia o tempo todo, que não se entregam nunca

Mas talvez ainda não tenham descoberto o verdadeiro amor, ou tenham medo

Talvez ninguém nunca tenha despertado neles algum sentimento profundo, ou já tenham sofrido muito

Mas eles vão envelhecendo sozinhos, carentes daquilo que mais nos inspira, o amor!

Será que podem mesmo ser livres para sempre? Ou precisam de companhia?

Será que a companhia certa chega para todos? Ou só para aqueles que perdem o medo e não tentem mais voar?"

 

"O que fazer quando o coração bate forte por algo que não deve?

Como convencê-lo a aceitar seu duro caminho e entender que certas coisas não podem acontecer?

Como se livrar dos pensamentos que tomam conta?

Por que depois de tanto tempo quieto ele resolve falar?

Pelo menos é sinal de que ele ainda está vivo e que existe algo que pode tocá-lo."

 

"Os versos vem do coração....devemos prestar atenção ao coração

Ele fala por nós...pelos nossos sentimentos...invade a mente

Por vezes nos confunde...e então perdemos o rumo

Entramos em profundo sofrimento...pensamos não haver saída

Então devemos prestar mais atenção ainda ao coração...

Pois é ali mesmo  que está a solução...bem no fundo...quase imperceptível

Mas está lá...sem dúvida alguma...é só resgatá-la

É o que podemos fazer por nós mesmos...buscar, resgatar e entender

Não devemos dar lugar ao sofrimento...

Devemos ouvir os belos versos...atender ao coração...

Ele é nosso guardião, nosso amigo...e precisa de carinho e atenção."